CABEÇAS VORAZES

Criado em 2016, o espetáculo "Cabeças Vorazes", é inspirado no mito indígena “A Cabeça Voadora” da etnia indígena brasileira Makurap. 

A encenação conta a história de um homem e de uma mulher que todas as noites dormem abraçados na rede. De madrugada, a cabeça da mulher se desprende do corpo e vai comer em outras malocas de aldeias distantes. Numa madrugada qualquer, a mãe da  moça encontra o corpo decapitado de sua filha na rede, ao lado do marido. A partir desse momento a vida do casal não é mais a mesma…

“Cabeças Vorazes” é um espetáculo de Teatro em Miniatura, seus bonecos, feitos em madeira, medem em média 20 cm. A encenação é realizada por duas manipuladoras e uma atriz e musicista que narra o conto e executa a trilha sonora ao vivo.  A peça tem duração de 15 minutos e pode ser apresentada em estrutura própria da companhia, um inflável (iglu) ou uma tenda; ou ainda em teatros de bolsos para público de até 12 pessoas. Por ser um espetáculo de curta duração, pode ser encenado várias vezes num período de 2 horas.

Ficha Técnica

Direção: Izabela Brochado
Elenco: Amara Hurtado, Jirlene Pascoal, Mariana Baeta
Cenografia: Marcos Penna
Iluminação: Marcelo Augusto
Direção Musical: Lupa Marques
Confecção de Bonecos de Madeira: Guilherme Alvares
Figurino: Nina Maria
Consultoria antropológica: Mônica Nogueira

Para apresentação dentro da estrutura inflável:

Espaço: mín. 5m largura X 7 m comprimento X 4m de altura

Equipe: 3 atrizes-manipuladoras e 1 técnico/recepcionista

Ponto de luz 220v

Carga: 140kg (iglu) + 50kg (tenda)

Tempo de montagem e desmontagem: 2 horas

Para apresentação em teatro:

Equipe: 3 atrizes-manipuladoras

Espaço: 3m largura X 4m comprimento

1 ponto de luz 220v

Carga: 30kg

Tempo de montagem e desmontagem: 60 minutos