Cópia de tatianareis-2444.jpg

TRILOGIA ENQUANTO HOUVER AMOR, EU ME TRANSFORMO

A trilogia Enquanto Houver Amor Eu Me Transformo é uma intervenção cênica feita com 03 espetáculos de Teatro Lambe-lambe. Cada encenação é apresentada dentro de uma pequena casa de espetáculos (caixas cênicas) para um espectador por vez.


Nessa trilogia cada artista escolheu uma inquietação, um mote pessoal para desenvolver e criar seu espetáculo expressando possibilidades de transformação a partir do amor, do afeto, da escuta, da liberdade e do respeito consigo e com os outros.
Revoar, Amor de Cão e Amor - Título Provisório e Inalterável são os nomes dos espetáculos concebidos, construídos e estreados em 2021. 


Revoar apresenta uma mulher carregada de ruídos externos e internos que a fazem chegar ao limite e cair para dentro de si mesma, para seu silêncio interior, e então se transformar. Atriz-criadora: Amara Hurtado. Técnicas: Bonecos de manipulação direta e sombra. Duração 3 minutos.


Amor de Cão apresenta a relação de afeto entre uma velinha e um cachorro, transformando a vida de cada um. Atriz-criadora: Jirlene Pascoal. Técnica: Bonecos de manipulação direta. Duração 3 minutos.


Amor - Título Provisório e Inalterável é um espetáculo construído a partir de fotografias, memórias e objetos pessoais que pertenceram à linhagem de mulheres como bisavó, avós, mãe, tias e filha da artista criadora. Uma peça onde o amor é o único elemento possível de transformação. Atriz-criadora: Mariana Baeta. Espetáculo de Objetos. Duração: 6 minutos

Ficha Técnica

Criação: As Caixeiras Cia. de Bonecas

Cenografia: As Caixeiras Cia. de Bonecas

Construção dos Bonecos: Amara Hurtado e Jirlene Pascoal

Construção Caixas Cênicas: Consola Toledo, Patrícia Almeida e As Caixeiras

Trilhas sonoras: Munha da 7 

 

Necessidades técnicas: 

Equipe: 3 bonequeiras

Espaço: 4m x 4m

6 cadeiras ou bancos pretos

Peso da carga: 20kg

Tempo de montagem e desmontagem: 60 minutos

IMG_1274.jpg